sexta-feira, 10 de abril de 2009

UmHomemDePolistirenoRachado


Dores e medos me partem ao meio,
Mas minha vontade de aprender
Me mantém no mesmo formato
Um belo início de tarde
Com muito a ser feito,
Mas o Sol me derrete
E eu só me desmancho...
E queimo, acabado
Apesar do calor me sinto frio
por dentro...
Sem saudade de ninguém,
Sem me lembrar de nada,
E eu não me lamento
Tentando mais uma vez
Escrever sem tirar um pedaço de mim
Mas eles se soltam
E caem sozinhos...
...No chão!
Há algum tempo encontrei uma cirurgiã
Que me fez uma plástica na alma,
mas o tempo sempre vence
E eu estou gasto de novo
Esperando você chegar novamente
Com sua cola rápida
Para me fazer um só novamente

7 comentários:

  1. o amor vence a angústia...os teu textos tranmitem muita emoção! show!

    ResponderExcluir
  2. - Talison , vim aqui fuçar e pedir pra voce por aqui mesmo ( ja que voce nunca ta on no msn ) que voce de uma olhada naquele primeiro post do meu blog e de sua opinião sobre o texto e tals ( se nao for muito abuso da minha parte ;D )pra mim passar esse texto pra umas paradas ae ok ?
    faz essa (: valew !

    ResponderExcluir
  3. ''Esperando você chegar novamente
    Com sua cola rápida
    Para me fazer um só novamente''

    o vitor usou a palavra certa: emoção define esses versos...

    '')

    bjookas..

    Gabi Lacerda

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir